dentadas

«Não é de todo mau para a Europa que a sonoridade da Cristandade se vá perdendo, acompanhando-a, paulatinamente, para o seu ocaso, pois que sempre foi alienígena à Europa e está na base do veneno que actualmente a corrói, que é a tara ideológica dominante no seio da elite, o universalismo moralista em todas as suas variantes e graus - do cosmopolitismo soft ao anti-racismo militante - mas que sejam os arautos de um credo ainda mais violentamente inimigo da Europa a determinar este caminho, eis o que se afigura verdadeiramente alarmante.» (daqui)

Ainda hei-de ver este reaccionarismo primário voltar a convencer multidões, como o fez num passado recente. Com pesadas culpas dos partidos democratas europeus (comunistas, socialistas e social-democratas) e, sobretudo, daqueles humanistas acérrimos defensores do multi-cultural e do multi-racial.

2 comentários:

David Oliveira disse...

Ó meu amigo ...
por culpa sua, fui ler. Mas tive de reler. E tive de voltar atrás. Mas que grande confusão.
Isso, que você transcreve e linka, é o quê? É consequência de um raciocínio ou a transcrição de um traque?
Abraço
David Oliveira

francisco disse...

Caro David Oliveira, naquela coisa não cabe diferença entre raciocínio e traque. (risos)... O detrito transcrito serviu apenas de pretexto para eu dizer o que queria.