a TAP para aos TAPados

FAQ sobre a TAP





5 comentários:

David Reis Oliveira disse...

Enquanto fui co-proprietário de uma companhia aérea, viajar de avião era um prazer. Agora vejo-me obrigado a:
1) escolher entre os destinos existentes no reles mercado;
2) ser atendido por call centers após 25 minutos;
3) ouvir ao longo da espera músicas muito menos encantadoras do que o Sabes Que Vou Voltar de Braços Abertos;
4) pagar bilhete;
5) encarar funcionárias sisudas no check in;
6) aturar possíveis escalas;
7) suportar eventuais atrasos e cancelamentos;
8) limitar a bagagem a dimensões e pesos ínfimos;
9) frequentar as portas de embarque em convívio com o povo;
10) acomodar-me durante horas nas cadeirinhas da turística;
11) perder a soberania e uma bandeira da portugalidade;
12) poupar uns míseros trocos;
13) voltar de braços caídos.
~ Alberto Gonçalves ~

Pessoalmente revejo-me nestas incomodidades, ou "prejuízos", como queira. Para compensar já comprei um pavilhão de 1,40m x 1,00m

francisco disse...

Um pavilhão? refere-se a uma bandeira? :D

David Reis Oliveira disse...

sim

francisco disse...

Pavilhão Barraqueiro? :D

David Reis Oliveira disse...

pavilhão pátrio para compensar a ausência de bandeira na transportadora.