No país dos dótôres e engenhêros

«Hoje, foi-me dado ouvir Fernando Santo, Bastonário da Ordem dos Engenheiros declarar, que 50% dos licenciados em engenharia, que se propõem a reconhecimento na respectiva Ordem, reprovam. Não são reconhecidos. Técnica e cientificamente valem nada.»
E a coisa já vem de longe...

Ler mais aqui

11 comentários:

Tabémdêxa disse...

os músicos é que são bons, os porcos do engenheiros na sabem nadar!

vanus disse...

Não é de agora. Quanto mais alargado é o ensino (ou o conhecimento), menos importância ele tem. Democracia é desacralização. Depois é uma questão de escolha, não se pode ensinar muitos (todos) e bem...

efe disse...

tabémdêxa: e os dótores em Direito, História e outras superioridades que nem sabem escrever correctamente em português?! Percebes agora porque é que nunca me arrogaria a dótôr? Vou acumulando disciplina atrás de disciplina e, qualquer dia, mesmo passando o número e o plano curricular desta segunda fase do curso, nem me vou preocupar em saber se está concluído ou não. Não me fazem falta mais canudos, nem tenho como os usar. Teria era vergonha em ser tratado por dótôr. Mais de 90% dos gajos que mandam neste país são dótôres, e mandam tão mal…

efe disse...

vanus: quanto mais alargado menos importância tem porque há menos ciclopes em terra de cegos, e ainda bem. Mas a questão principal é a segunda "não se pode ensinar muitos e bem (???)" As experiências de ensino da França ou da ex-união soviética, só para citar dois casos, provam que é possível ensinar muitos, e bem. A tragédia é o estado a que chegou o ensino neste país, agora até um karateka com o 12º ano concluído ao abrigo do programa "novas oportunidades" - e porque integrou a pandilha dos "atletas" olímpicos - tem acesso directo a Medicina. Ora lê aqui: http://www.profblog.org/2008/09/com-o-novas-oportunidades-j-se-entra-em.html

Hehehe... que país de alarves que nós somos.

Vieira Calado disse...

Que belo país onde vivemos!
Quanto ao jantar, estou sem telefone. Qualquer contacto só por mail.
Um abraço.

TheOldMan disse...

Já não é mau quando é feita alguma espécie de triagem , como na Ordem, Francisco de Blog.

Visito regularmente algumas (muito) grandes empresas de construção civil, e não raras vezes encontro engenheiros "insuficiente" nas reprografias a tirarem cópias ou a dobrar desenhos de projecto para expedir.

Se observarem os mesmos métodos nos outros domínios profissionais, não tenho dúvidas que tarde ou cedo acabará esse desperdício de cartolina em diplomas imerecidos (eu tenho um da Lightspeed University, mas saquei-o da net).

;-)

efe disse...

Mestre, ocorre-me que a Igeja de Blog também podia emitir diplomas, pois o que está a dar é pastoreio (urbano). Isso é que era.


;)

camélia disse...

Anda por aí um chico-esperto a utilizar o endereço do Tabemdexa sem autorização.
efe, não acredites nele.

Anónimo disse...

O Calado está sem telefone porque é forreta.

efe disse...

Camélia: e já usaram do Zé Francisco e meu. Deixa lá, cada um diverte-se com o que pode.
;)

efe disse...

anónimo: O calado é que faz bem. Se não fosse por imperativos familiares, eu enfiava os telemóveis e a televisão no lixo.