Avatar


«... O que Cameron não diz, por cinismo ou ignorância, é que o panteísmo dos Na'vi é muito semelhante ao dos Arianos, na substituição do transcendentalismo cristão por uma deturpação teleológica do darwinismo. Sei como os Arianos procuraram satisfazer o seu desejo de "harmonia"; o que não sei é se as multidões que proporcionam recordes de receita ao filme são basbaques pueris ou a matéria-prima com que se fabricam as grandes catástrofes da história.»
artigo completo de Fernando Gabriel aqui

1 comentário:

JP Jacinto disse...

Olá

Há sempre quem veja num filme as mensagens subconscientes de isto ou daquilo.

A minha leitura de Avatar é que se trata de um excelente filme de ficção, com uma bela história que confronta a tecnologia dura e bruta com a orgânica do natural, mesmo sendo o natural "inventado".

O filme tem imagens lindíssimas, sobretudo na versão 3D que recomendo vivamente. Só com muita embirração se fazem leituras políticas num filme onde a ficção é total.

Discordo pois do autor do texto. E recomendo o filme.

Um bom 2010.

JP Jacinto