troféus

Não tarda nada os indígenas do rectângulo à beira-mar plantado restabelecem a figura do herói caçador das sociedades primitivas, que hoje corresponderá, não só aquele que traz comida para casa mas, sobretudo, ao que abate um político desses que suportam o sistema, um desses predadores nocivos à sobrevivência da comunidade.
Resta decidir onde pendurar a cornadura de tais ogros, se na sala para impressionar as visitas ou na garagem para não assustar as criancinhas.

E ninguém aplica uns murros no filho-da-puta do ladrão de gravadores?

1 comentário:

Mada disse...

Eu pendurava na sala, para não me esquecer que estou a pagar o preço da incompetência e ignorância de uma elite politica decadente...