apanhado na rede

1 - 
A senhora Merkel não é a Alemanha. A senhora Merkel tem um instinto mais atlantista que o resto da elite alemã. E isso tem uma origem muito clara, ela vem da RDA, o pai foi para a RDA em missão para converter aquelas pessoas, portanto não as achava grande coisa... Ela percebe que sem os americanos nunca teria conseguido chegar nem a chanceler nem a coisíssima nenhuma. A senhora Merkel traz para a sua vida política um instinto que foi o mesmo que a levou a querer, desde o princípio, o Fundo Monetário Internacional nas troikas. Schäuble [ministro das Finanças alemão] tem um pensamento completamente diferente, é um federalista da velha escola. A Alemanha está divida entre as duas coisas: ou toma conta da Europa, e o resultado disso é que toda a gente na Europa a vai detestar, ou consegue arranjar uma maneira de não ficar sozinha a governar a Europa.»
completo, aqui

2-
A CDU foi o grande vencedor da noite, aumentando a % de votos em 17,9%, enquanto que a coligação de governo e Bloco de Esquerda perderam 13,2% e 16,7% respectivamente. Note-se que o PS, após dois anos da oposição mais fácil que um partido pode fazer, apenas ganhou 1,4% (0,5 pontos percentuais). Em relação aos partidos de governo, uma perda de 13,2%, ou 5,7 pontos percentuais, é significante mas mesmo assim menos do que se esperaria para partidos de governo nas actuais condições políticas e económicas. Mas estes números escondem uma outra realidade: para fazermos de facto uma leitura nacional há que eliminar o efeito da má gestão local da escolha dos candidatos autárquicos do PSD. Os votos perdidos no Porto, Gaia e Sintra para grupos de cidadãos estão mais relacionados com a punição dos eleitores às fracas escolhas de candidatos do que propriamente uma reacção às políticas do governo. Rui Moreira, por exemplo, fez uma campanha ideologicamente mais próxima do governo do que o próprio candidato do PSD. É claramente um candidato da área política dos partidos de governo, apesar de não se terem candidatado por nenhum deles. Em Gaia e Sintra, ambos os candidatos de movimentos independentes estão ligados ao PSD local. Somados os votos dos grupos de cidadãos de Porto, Gaia e Sintra ligados a facções do PSD locais, temos a seguinte imagem:  
completo, aqui 

3-
Ao assistirmos à festa de encerramento das autárquicas, com alguns foguetes partidários ainda a serem lançados em regime de after-hours, parece-me que grassa por aí uma grande inconsciência política. O que está a acontecer na América deve ser seguido com muita atenção. Os EUA são os campeões da dívida e os mãos largas do dinheiro fácil - um cocktail perigoso, muito perigoso. Portugal, à sua escala de "aperitivo", não deixa de agregar alguns dos mesmos ingredientes explosivos. O rebentamento das guarnições do Estado pode ser mais pequeno do que o americano, mas não deixará de causar vítimas. Vítimas-surpresa que se juntam aos outros milhões de portugueses já derreados pelos efeitos crónicos da austeridade. Agora pensem no seguinte: se isto está acontecer num país como os EUA que tem vindo a estimular a sua economia, imaginem o estrondo que causará num país vergado pelos termos da austeridade.
completo, aqui
Enviar um comentário