Buarghhh!


Tu não prestas! És um imbecil, um emplastro. Assim o afirma a tua sombra, resultado da viagem da Luz ao longo de 150 milhões de quilómetros e que nos últimos centímetros de tão grandiosa e épica viagem depara com o empecilho que és, impedindo-a de alcançar livremente o chão. É o que afirma a tua sombra, que de ti rapidamente se livraria se as leis da Física o permitissem. Tu fedes! És um desperdício de matéria cósmica. 

2 comentários:

Vieira Calado disse...

Penso apenas que a observação deveria ser escrita no plural!

francisco disse...

hehehehehe... não sendo dirigida a ninguém em particular, serve mesmo no singular. Saúde.