o amor já não é o que era


Caro Dr. Coração:
Gosto de um rapaz que tem namorada, eu e uma amiga minha já gostamos dele ao mesmo tempo mas acabou muito mal a história.
Não sei porque é que dizem que o amor é bonito entre duas pessoas. Pessoas que se podem completar com uma só palavra, o que é muito bonito num mundo de sonho de fantasia, mas em um mundo real é tudo menos bonito.
Não sei se ainda acredito que alguém um dia me possa amar e ficar comigo, só sei que por amor já sofri muito. Tive um namorado que me apostou, traiu-me com a minha melhor amiga na altura, e (...) eu acreditava que ele era o homem da minha vida.
Mas estava a viver no meu mundo de sonho onde tudo é muito bonito e que eu sou correspondida por quem eu gosto. (...)
Eu agora gosto de um rapaz o problema é que ele não gosta de mim, eu sonho acordada, mas penso será que ele é igual ao meu ex e tenho medo deste sentimento que tenho dentro de mim. Tenho medo até de demonstra-lo.
O que é que eu posso fazer para conquista-lo. Por favor ajude-me. Será que o problema está em mim?
Inês.

Alguém pode dar uma ajuda à coitada da rapariga? Um bom conselho?

6 comentários:

efe disse...

ò anónimo (com ip igual a comentário do post anterior), a rapariga é brasileira, dá prá ver, né?!

Francisco L disse...

oh filha vai para freira, que isso passa logo...

vanus disse...

Francisco, o amor nunca é o que era, é sempre melhor agora, ou então não seria amor :p
"Não há amor como o último"; este é o meu lema.

Quanto à Inês, diz-lhe que os homens são todos iguais, nós mulheres é que temos a mania de os ver diferentes... um grande defeito, mas também não há outro melhor :D

efe disse...

Ah... vanus, era mesmo de um conselho assim que a rapariga estava necessitada. Embora me pareça que ainda deve ser cedo (pelas experiências relatadas, parece novinha), para interiorizar essa verdade universal que dispõe sobre a igualdade de todos os machos...hehehe.
;)

TheOldMan disse...

Conselho:

"Abra bem seu coração, Inês. Vai ver que só doi da primeira vez"...

(E olhem que é um bom conselho, pelo menos do meu "ponto de vista")

;-)

efe disse...

Hehehe... ora aí está um conselho prático e encorajador, Mestre.
;)