escritas


«(...) Quem procura apenas divertir o seu público por meios já conhecidos escreve com confiança, na candura da sua mediocridade, obras destinadas à multidão ignara e destituída. Mas aqueles sobre quem pesam todos os séculos da literatura do passado, aqueles que nada satisfaz, que tudo repelem porque sonham fazer melhor, a quem tudo parece já desflorado, a quem a sua obra dá sempre a impressão de um trabalho inútil e vulgar, acabam por considerar a Arte literária como uma coisa inalcançável, misteriosa, apenas desvendada por algumas páginas dos grandes mestres.»

de Guy de Maupassant – Le Roman -Prefácio a Pierre et Jean (1888)
Enviar um comentário